A Compaixão Internacional acredita que os ambientes de trabalho e de ações sociais precisam ser pautados pela valorização das pessoas, levando em consideração todas as diversidades e sendo inclusivos com identidades, culturas, etnias e necessidades especiais físicas ou intelectuais.

Esse propósito deve ser bem alinhado para que a gente continue caminhando com um time de grandes talentos e que tenham direitos iguais para desenvolver seus projetos.

Inclusão é saber respeitar a liberdade e particularidade de cada um, ao mesmo tempo em que se garante que as pessoas sejam integradas a um bom convívio social independente da cultura, da raça, da religião, de deficiências ou de orientação sexual.

 

Política de Diversidade e Inclusão

Os princípios da Política de Diversidade e Inclusão da Compaixão Internacional estão alinhados com a Constituição Federal de 1988, que estabelece os objetivos fundamentais da República na promoção do bem, sem preconceitos.

Ao mesmo tempo, a Lei Suprema do Brasil proíbe qualquer discriminação no exercício de funções de trabalho por motivos de sexo, idade, cor, estado civil ou de pessoas portadoras de deficiências.

Nessa perspectiva, a Compaixão Internacional trabalha incessantemente para:

– Valorizar as pluralidades de cada integrante da equipe;

– Promover a inclusão de grupos minoritários e vulneráveis;

– Garantir valores éticos e humanos em todas as relações profissionais e particulares;

– Promover um ambiente de respeito às diversidades étnicas, culturais, sociais, religiosas, sexuais ou de necessidades especiais.

 

NOSSOS COMPROMISSOS

 

– Produzir conteúdos e treinamentos com a equipe para que aprendam mais sobre as diversidades do próximo;

 

– Não aceitar comportamentos preconceituosos e prestar todo apoio à equipe para que se sinta acolhida;

 

– Sempre dar oportunidades para que os integrantes da equipe possam participar e concorrer a diferentes cargos com igualdade;

 

– Reforçar nossa responsabilidade de integração social dando continuidade aos projetos que apoiam pessoas em situação de vulnerabilidade ou minorias;

 

Para dúvidas ou sugestões, estamos à disposição pelo e-mail compaixaointernacional@gmail.com ou pelas redes sociais @compaixaointernacional

 

[1] Constituição de 1988. Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: (…) IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

[2] Constituição de 1988. Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: (…) XXX – proibição de diferença de salários, de exercício de funções e de critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor ou estado civil; XXXI – proibição de qualquer discriminação no tocante a salário e critérios de admissão do trabalhador portador de deficiência.